Alto verão, época das merecidas férias e muita gente já está saindo de viagem para curtir o período fora de casa. No entanto, se você não tem um vizinho de confiança, uma tia atenciosa ou amiga parceira para cuidar das plantas durante o recesso, uma das preocupações comuns será o que fazer para que elas continuem vivas e saudáveis durante o recesso.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para você saber o que fazer e sair de férias tranquilamente. Continue lendo:

 

Sem água: até quando?

Excêntricos e repletos de charme, os cactos e as suculentas são espécies que “aguentam” bem ficar sem rega até quinze dias.

 

Soluções práticas

Como a maioria das espécies não aguentam ficar tanto tempo sem água, uma sugestão é investir em um kit de irrigação automática, principalmente quando existem hortas e jardins. Já para os vasos, a dica é criar um sistema de gotejamento caseiro com garrafa PET. Para isso, coloque um dosador no bico, vira a garrafa de ponta cabeça, faça um pequeno furo no fundo para ventilação e pronto.

 

Erros comuns

Esqueça a ideia que é preciso regar bastante para garantir o período que estará fora. A planta pode sentir e até mesmo morrer com o excesso de água. Por isso, a sugestão é colocar esfagnos ou musgos molhados no vaso para garantir a umidade.

Não esqueça que por conta dos dias mais quentes no período de verão, as plantas precisam de mais regas. Por isso, a recomendação é colocar água logo pela manhã  ou mais para o fim da tarde para garantir a absorção, evitando os horários de sol mais forte.

 

Adubar é preciso

Além da irrigação, a dica é garantir que as plantas terão nutrientes para os dias de recesso. Caso as espécies sofram com a falta de água, é importante que ao menos tenham adubação. Isso porque o solo com nutrientes fará com que a planta sinta menos a temperatura quente e o clima mais seco no período de férias. Neste caso, o adubo deve ser orgânico, caso contrário a opção química poderá queimar e prejudicar ainda mais a planta.