Nos mais variados tamanhos, cores, formas e texturas, as flores e folhas agregam alegria e frescor a qualquer ambiente. Para quem não dispõe de tempo na agenda para o cuidado e dedicação para que elas estejam sempre vistosas e bem cuidadas, as flores e plantas artificiais tornaram-se uma opção sofisticada.

Aquele conceito cafona ficou no passado e hoje o uso é uma das principais tendências da lista dos itens de decoração, sendo muito comum tanto em ambientes pessoais como nos profissionais (hotéis, restaurantes e spas) e até eventos. A escolha pela praticidade e delicadeza das flores e plantas artificiais tornou-se tão comum que elas mudaram de nome e hoje são conhecidas como flores permanentes.

Isso porque a forma de produção evoluiu muito. As folhas e flores permanentes são confeccionadas com materiais tão diversos (até o plástico, só que modernizado) e tão próximos da realidade que algumas passam despercebidas por olhos pouco atentos.

Materiais tecnológicos
A qualidade dos materiais usados na confecção dessas flores é o principal segredo. Tecidos como seda e veludo e materiais como silicone, espuma, papel, cera e diversos tipos de plástico resultam em peças com toque e textura quase idênticos aos naturais.

A tecnologia utilizada na produção permite que elas sejam lavadas e até mesmo escovadas, podendo manter-se sempre vívidas e limpas. Vale ressaltar que a manutenção destas flores também demanda um certo cuidado, já que uma peça com pétalas rasgadas, desfiadas ou esgarçadas tira todo o brilho da harmonia original.

Tipos de flores e plantas artificiais
Ao compor os arranjos não é preciso ficar limitado às réplicas de flores mais comuns. A Oficina da Terra conta com variadas opções em cores e espécies, tanto em arranjos prontos quanto em ramos. Entre os destaques estão rosas, orquídeas, lírios e tulipas. As folhagens também são muito utilizadas por paisagistas e decoradores, com exemplares permanentes cada vez mais perfeitos.

Outra ideia que encanta são os Terrários, jardins plantados em vasos, mas que também podem ser montados com plantas artificiais. Estes vasos podem ser de vidro ou cerâmica e conter, pedras, terra ou mesmo gaiolas decorativas. Estes vasos podem ser colocados em qualquer lugar e irão adornar mesas e outros locais onde o espaço for limitado.

Acerte na decoração
Produzidas para ambientes internos e em arranjos cuidadosos, as flores e plantas artificiais precisam obedecer a algumas regrinhas para que a artificialidade não interfira na decoração. É preciso ficar atento às proporções da planta natural principalmente no tamanho e na espessura de caules, folhas e flores.

Vasos cerâmicos, cachepôs e suportes podem ser usados para compor arranjos de flores artificiais. Uma dica é distribuí-los em locais pouco iluminados e em detalhes estratégicos no espaço. Evite fazer das flores e plantas artificiais um item isolado na decoração. Lembre-se que elas precisam harmonizar com o visual do ambiente onde serão colocadas. O ideal é buscar um equilíbrio com relação às cores, formatos e materiais.

Manutenção
A durabilidade das plantas artificiais vai depender da manutenção adequada. O recomendado é lavar as plantas com água e detergente neutro, remover a poeira acumulada e deixar longe do sol para evitar o desbotamento.

Gostou? Então aproveite!

Temos uma promoção de 08 a 14 de Janeiro de 2018. Visite nossa loja no beiramar shopping.