Natureza é sinônimo de bem-estar. Além de promover mais qualidade de vida e dar um toque saudável à gastronomia, cultivar uma horta de ervas aromáticas na varanda pode também dar um sabor único nos pratos do dia-a-dia e ainda deixar o espaço mais fresco e aconchegante.

Descubra como cultivar as principais ervas aromáticas e aprenda como harmonizá-la em receitas para obter pratos deliciosos e com menos sal. Vale destacar que as plantas frescas são mais aromáticas do que as secas ou moídas. Inspire-se hoje mesmo a ter um vaso de temperos em casa.

 

Alecrim

O alecrim é tolerante à seca e pode passar até três dias sem receber regas, possibilitando ainda seu cultivo em locais áridos e pedregosos. Plantios em pequenos espaços, como jardineiras ou vasos de tamanho médio e grande, são alternativas que agradam, pois deixam o alecrim sempre à mão para pegar um galhinho na hora de acrescentar no preparo de uma refeição ou de um chá.

A erva é ideal para o tempero de carnes de todos os tipos quando assadas, principalmente porco e carneiro. Batatas douradas e manteiga aromática.

 

Manjericão

Ambientes com muita luminosidade e chuvas regulares são os preferidos para o desenvolvimento do manjericão, que pode chegar a produzir por até três anos. O local para plantio (vaso, sementeira, solo) deve receber pelo menos quatro horas diárias de sol, pois o manjericão se dá muito bem com esta luz natural. O excesso de água pode não agradar a erva, por isso o ideal é regar a cada dois ou três dias, ou então, quando a terra da parte superior estiver seca.

Versátil e que agrada paladares no mundo todo, o manjericão é um tempero coringa para saladas, pratos de massa, omeletes, sanduíches e molhos à base de tomate.

 

Orégano

Para seu cultivo, o solo deve ser bem drenado e de preferência fértil. O orégano se desenvolve melhor em clima ameno ou moderadamente quente com temperatura ideal entre 21 e 25 °C. A alta luminosidade faz-se muito importante para o cultivo e a planta deve receber luz solar direta por algumas horas diárias. O solo deve ser mantido levemente úmido, por isso, irrigue com frequência. Tanto a falta quanto o excesso de água prejudicam o seu desenvolvimento.

Na cozinha, combine a erva com tomates, torradinhas assadas e é um ótimo tempero para carnes e legumes com sabores mais intensos, como: pimentão, berinjela e cordeiro.

 

Coentro

Pode ser cultivado em climas variados, embora não seja ideal o cultivo em temperaturas baixas. As plantas que crescem em contato direto com o sol geralmente possuem sabor mais acentuado e mais aroma, coisa que não acontece com as plantas cultivadas em sombra. Vale ressaltar que o solo deve ser mantido sempre úmido enquanto a planta for jovem, mas nunca encharcado.

Adorado por uns e nem tanto por outros, coentro harmoniza bem nos pratos de frutos do mar e caldos de peixe. As sementes podem ser utilizadas no preparo de pães e para aromatizar bebidas.

 

Tomilho

Da região de Provence, na França, o tomilho é considerado uma erva rústica, que não precisa de muitos cuidados. A planta deve cultivada em solo arenoso e em locais que recebam pelo menos quatro horas de luz solar todos os dias. Por não exigir muita água, a dica para descobrir o momento certo da rega é colocar o dedo na terra e só molhar a planta se o substrato estiver seco.

O sabor característico do tempero combina com carnes de aves e bovina grelhadas, feijão de todos os tipos, cozidos, marinados de carnes e azeitonas.