Que tal poder experimentar temperos fresquinhos, que trazem sabor  único às receitas e ainda enchem a casa de aromas especiais? As ervas podem ser usadas com os mais variados tipos de ingredientes que vão desde legumes, carnes, sopas, chás, doces  e até mesmo no preparo de águas aromatizadas.

Além disso, os temperos possuem grande participação na cultura brasileira por representarem o folclore, a história e gastronomia. Há opções que são consideradas sagradas por trazerem mais alegria e positividade aos espaços, seja no lar ou no trabalho. Afinal, quem nunca ouviu dizer que alecrim dá um chega “pra lá” nas energias negativas?

Enfim, motivos não faltam cultivar essas plantinhas repletas de significado e importância no nosso dia-a-dia.  Para inspirar você, preparamos uma seleção de 5 temperos para  ter uma horta cheia de boas energias e linda de viver:

Alecrim

De origem mediterrânea,  o alecrim adora venta, sol e fica bem em solo mais arenoso. Apesar de ser considerado quase uma mini árvore, a espécie pode crescer até  1 metro e meio de altura. Por isso, na hora de optar pelo cultivo dessa variedade, escolha um vaso  mais profundo, com no mínimo 30 centímetro, para deixa-lo mais à vontade.  Se preferir um alecrim maior, então  faça o plantio direto em seu pátio.

Hortelã

Cultivar hortelã é simples, fácil e prazeroso.  Em pouco tempo é possível notar os brotinhos e com eles aquele perfume característico desta erva.  A planta cresce mais rápido e sem parar, e pede sempre poda para crescer e render no vaso. Outra característica da hortelã, é que ela adora uma terra mais úmida e bem adubada.  Por isso, é importante utilizar algum tipo de composto orgânico para que ela cresça mais e melhor.

Na hora da rega, procure deixar terra sempre úmida, mas nunca encharcada. Como ela precisa de muito espaço para crescer, evite cultivá-la em canteiros coletivos, pois ela produz raízes que podem absorver os nutrientes de outras plantas.

Manjericão

Sabor e perfume não faltam para essa plantinha. O manjericão é capaz de trazer uma sensação de frescor aos pratos. A espécie é bem fácil de cultivar na horta, sendo ideal para vasos, canteiros ou floreiras com no mínimo três horas de sol diárias. Lembre-se que se escolher vasos, é importante que possuam no mínimo 30cm de profundidade para garantir espaço e crescimento saudável das raízes.

O manjericão não curte muito vento e adora água.  Em geral, precisa de um solo mais úmido para crescer bonito e saudável.  O ideal é preparar o terreno com algum tipo de composto orgânico para ajudar a manter a água por mais tempo.

Pimenta

Várias espécies  podem ser são cultivadas, desde as conhecidas dedo-de-moça até mesmo a mais picante malagueta. As espécies requerem cuidados bem parecidos, como por exemplo o plantio durante o inverno para o seu melhor desenvolvimento no verão.

As plantinhas também precisam de sol, ao menos seis horas diárias, além de rega pelo menos três vezes por semana.  Não esqueça que a primeira colheita pode ser feita a partir de 90 dias após o plantio por sementes.

E para evitar acidentes, procure deixar os vasos com as pimentas fora do alcance de crianças e pets.

Salsa

Conhecida pelo sabor que ressaltar qualquer receita, desde risotos, massas e até mesmo um suco verde, a salsa pode ser facilmente cultivada em casa. Para ela, é indicado vasos com altura mínimo de 30 cm e também  pelo menos cinco horas diárias de exposição ao sol.

A rega deve ser feita somente quando a terra estiver seca. Em plantios de sementes, os talos podem ser colhidos a partir de 60 anos. Lembre-se de deixar pelo menos 1 cm para que eles voltem a crescer.